Peritos

Comité Directivo

Objectivo Comité Directivo é o órgão decisório final do projecto que assegurará a orientação estratégica global do projecto.

Composição do Comité Directivo:

  • Luz Paramio, Fundo Regional para a Ciência e Tecnologia (FRCT).
  • Gilberto Carreira, Direção Regional dos Assuntos do Mar (DRAM).
  • Mafalda Araujo/José Augusto Carvalho, Secretaria Regional de Mar e Pescas-Direção Regional do Mar (DROTA-DRM).
  • Clemente Aguiar, Agência Regional para o Desenvolvimento da Investigação, Tecnologia e Inovação (ARDITI).
  • Ana Paula Simão, Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM).
  • Víctor Gutiérrez López, Fundación Biodiversidad (FB-MITECO).
  • Izaskun Preciado, Instituto Español de Oceanografía (IEO).
  • Francisco Javier Martinez, Dirección General de Sostenibilidad de la Costa y del Mar- Ministerio para la Transición Ecológica y el Reto Demográfico (DGSCM-MITECO).
  • Graham Pierce, Instituto de Investigaciones Marinas-Consejo Superior de Investigaciones Científicas (IIM/CSIC).
  • Camino Liquete, Directorate-General for Environment (DG-ENV).

MS3 Equipas e Peritos

MS3 Equipas

Fundo Regional para a Ciência e Tecnologia (FRCT):

Luz Paramio é membro do Conselho Executivo e coordenadora científica do Fundo Regional para a Ciência e Tecnologia (FRCT). É Doutorada em Planeamento do Território pela Universidade dos Açores (Portugal), Mestre em Gestão Costeira e Marinha pela Universidade de Cádis (Espanha) e licenciada em Ciências Marinhas pela Universidade de Las Palmas de Gran Canaria (Espanha). Luz trabalhou em Governação dos Oceanos e Economia Azul como membro de investigação pós-doutorada no Centro de Estudos de Economia Aplicada do Atlântico da Universidade dos Açores, investigador integrado do Centro de Estudos Ambientais e Marítimos da Universidade de Aveiro (Portugal) e professor convidado na Maritime Affairs Line, Universidade Católica Portuguesa (Portugal). Nos últimos anos, Luz coordenou vários projectos europeus do Governo Regional dos Açores em matéria de assuntos marítimos e cooperação transfronteiriça, como o MISTIC SEAS 3 e o projecto MarSP.

Correio electrónico: Maria.LP.Martin@azores.gov.pt

Maria Vale é licenciada em Biologia - Especialização em Biologia Marinha (BSc, Universidade dos Açores), Mestre em Biologia e Gestão de Recursos Marinhos (Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências) e Doutorada em Ecologia Marinha (Universidade de Southampton, Escola de Ciências dos Oceanos e da Terra). Maria iniciou a sua investigação no Laboratório Marítimo Guia no âmbito do Programa de Monitorização Ambiental da Marina e do novo Cais do Troiaresort Ferry Pier, sendo a investigadora responsável pelo descritor - Ambientes Intertidais (5 anos). Actualmente, trabalha como Gestora de Projectos no Fundo Regional para a Ciência e Tecnologia (FRCT-SRCMT), estando envolvida na coordenação de projectos europeus como o MISTIC SEAS e o MarSP, também na preparação de candidaturas a propostas, bem como na execução e gestão de vários outros projectos (INDICIT, AQUA-LIT).

Correio electrónico: Maria.LA.Vale@azores.gov.pt

Carolina Parelho detém um Doutoramento em Biologia (Biomedicina e Ecotoxicologia) pela Universidade dos Açores (Portugal), uma Pós-Graduação em Biotecnologia em Controlo Biológico, e uma Licenciatura em Ciências Biológicas e Saúde. Foi investigadora de Pós-Doutoramento no CE3C - Centro de Ecologia, Evolução e Mudanças Ambientais (GBA - Azorean Biodiversity Group, Portugal). De 2012-2018, foi investigadora na Universidade dos Açores, na área da Ecologia e Saúde Ambiental, onde integrou vários projectos na área da Biodiversidade de Ecossistemas (Agro) e Gestão e Protecção de Recursos Naturais, tendo publicado vários artigos científicos nestas áreas. Actualmente, trabalha como Gestora de Projectos no Fundo Regional para a Ciência e Tecnologia (FRCT) do Governo Regional dos Açores. 

Correio electrónico:Carolina.PF.Parelho@azores.gov.pt

Equipa científica - IMAR:

Telmo Morato é cientista marinho no Instituto do Mar e na Unidade de Investigação de Okeanos da Universidade dos Açores. O seu principal interesse de investigação inclui a compreensão dos sistemas marinhos de águas profundas num oceano em mudança para informar a gestão sustentável dos ecossistemas de águas profundas. A utilização sustentável dos recursos marinhos, evitando impactos adversos significativos, só pode ser alcançada através da exploração científica colaborativa para informar a política integrada, tanto à escala regional como à escala da bacia. Assim, como biólogo marinho e cientista de gestão baseada em ecossistemas, Telmo deseja aplicar mais das suas realizações baseadas na investigação para uma melhor governação. Está também empenhado na transferência contínua de conhecimentos para uma melhor gestão e conservação dos ecossistemas de águas profundas a nível regional, nacional e internacional; e para estar activamente envolvido nos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda da ONU para 2030, na Estratégia Marítima da UE para o Espaço Atlântico, na Declaração de Galway sobre Cooperação no Oceano Atlântico, e na Declaração de Belém sobre investigação e inovação no Atlântico.

Correio electrónico: t.morato@gmail.com; telmo.af.gomes@uac.pt

Mónica Silva  licenciou-se em Biologia pela Universidade de Lisboa, com um doutoramento pela Universidade de St. Andrews. Actualmente trabalha como Investigadora Associada Sénior no IMAR - Instituto do Mar e Okeanos Research Unit da Universidade dos Açores, e como Investigadora Convidada no Woods Hole Oceanographic Institution (WHOI) (EUA). Os seus principais interesses de investigação incluem a compreensão de como os factores ecológicos, sociais e fisiológicos interagem para produzir padrões de movimentos de predadores marinhos a várias escalas espaciais e temporais. Este conhecimento é fundamental para compreender como os predadores marinhos responderão às mudanças ambientais naturais e relacionadas com o homem. Mónica está também activamente envolvida na transferência de conhecimentos e no aconselhamento político a nível regional, nacional e internacional, nomeadamente como membro permanente dos grupos de peritos do CIEM e da OSPAR sobre mamíferos marinhos

Correio electrónico:monica.silva.imar@gmail.com   Webpage: www.whales.scienceontheweb.net / www.researchgate.net/profile/Monica_Silva7

Joana Brito é uma investigadora de início de carreira, licenciada em Biologia pela Universidade de Coimbra, com um mestrado em Ecologia pela mesma Universidade. Actualmente trabalha como assistente de investigação no IMAR / Instituto do Mar e na Unidade de Okeanos da Universidade dos Açores. A sua investigação tem sido centrada no estudo das dinâmicas espaciais e temporais das teias alimentares marinhas, através da modelação de ecossistemas. Ela está particularmente interessada em compreender como os ecossistemas de alto mar e de oceano aberto respondem às pressões da pesca, às alterações climáticas e às estratégias de gestão espacial, como áreas marinhas protegidas.

Correio electrónico:joanabrito09@gmail.com

DRAM:

Filipe M Porteiro  é o Director Regional dos Assuntos do Mar do Governo Regional dos Açores desde 2013. Tem um doutoramento em biologia marinha pela Universidade de Liverpool (2005). Actualmente, trabalha para valorizar os recursos marinhos e as actividades marítimas nas águas marítimas dos Açores, criando oportunidades de desenvolvimento socioeconómico sustentável, num quadro de conservação e planeamento do espaço marítimo, baseado em sólidos conhecimentos científicos e encorajando a cidadania activa. O seu objectivo é contribuir para a implementação de uma melhor política marinha e marítima sustentável a nível regional, nacional e internacional. A Direcção dos Assuntos Marítimos dos Açores está envolvida em muitos projectos europeus, nacionais e regionais, para apoiar as políticas marinhas dos Açores. A FMP apresentou comunicações sobre as políticas marítima e marinha dos Açores em muitos eventos e pertence a várias comissões e organismos técnicos e políticos regionais, nacionais e internacionais. A FMP foi cientista sénior na Universidade dos Açores de 1989 a 2013 e presidente do Observatório do Mar dos Açores, uma ONG regional dedicada à promoção do mar, entre 2009 e 2013. Participou em dezenas de campanhas oceanográficas, mergulhou em vários submersíveis de investigação humana, apresentou palestras e posters em cerca de 100 fóruns científicos e políticos e é autor e co-autor de cerca de 50 artigos revistos por pares, 8 livros ou capítulos de livros e mais de 80 outras contribuições científicas/técnicas. A FMP ensinou em diferentes níveis de ensino desde 1989 e tem sido responsável por muitas iniciativas educativas e de divulgação relacionadas com o mar dos Açores.

Correio electrónico: Filipe.JM.Porteiro@azores.gov.pt   Webpage: www.azores.gov.pt/Portal/pt/entidades/srmct-dram/

Gilberto Manuel Pinto Carreira é um MSc e um biólogo marinho doutorado que colabora com a DRAM, como parte do seu pessoal, desde 2011, em várias questões relacionadas com a implementação de políticas marinhas e é actualmente Chefe do Departamento de Biodiversidade e Política Marinha. Tem vindo a trabalhar nos seguintes temas: Biologia de cefalópodes e pescas; genética populacional e filogeografia; atribuição de stocks de espécies marinhas exploradas através de ferramentas moleculares e morfológicas, bem como questões de política marinha.

Correio electrónico:Gilberto.MP.Carreira@azores.gov.pt    Webpage: http://www.azores.gov.pt/Portal/pt/entidades/srmct-dram/

Inês Barros é uma bióloga marinha mestrada e doutorada que tem participado em diferentes projectos de investigação na ecologia marinha de profundidade e na biodiversidade marinha. Actualmente tem vindo a colaborar com a Sea Affairs of the Azores Regional Government (DRAM), nomeadamente projectos relacionados com políticas marinhas integradas e implementação da Directiva-Quadro Estratégia Marinha.

Correio electrónico: Ines.FS.Barros@azores.gov.pt    Webpage: www.researchgate.net/profile/Ines_Barros/info

Vanda Carmo é técnica sénior dos Assuntos do Mar do Governo Regional dos Açores (DRAM) desde 2015. Licenciada em Biologia Marinha. Realizou trabalhos sobre o mar profundo, peixes pelágicos e demersais, plâncton e ecologia trófica. Actualmente está envolvida no desempenho e participação dos Açores nos vários instrumentos comunitários para a conservação do ambiente marinho, nomeadamente Directivas Habitats e Aves (Rede Natura 2000), Directiva-Quadro Estratégia Marinha, Convenção OSPAR, Convenção para a Diversidade Biológica, na gestão de áreas marinhas protegidas, monitorização de espécies de interesse para a conservação e educação ambiental e campanhas de sensibilização.

Correio electrónico: Vanda.AS.Carmo@azores.gov.pt   Webpage: http://www.azores.gov.pt/Portal/pt/entidades/srmct-dram/

José Nuno David e Silva Gomes Pereira doutorado em Ciências do Mar, em Ecologia do Mar Profundo pela Universidade dos Açores, e Mestre em Biologia Marinha pela Universidade do Algarve. Tem publicado sobretudo sobre ecologia, abrangendo vários campos de investigação, desde cefalópodes e cetáceos a habitats de águas profundas e comunidades ictiológicas.

Escrever, relatar e coordenar tarefas estão entre as suas competências.

Correio electrónico: josenunogomespereira@gmail.com

Nuno Azevedoé licenciado em Gestão Financeira, actualmente participa em diferentes projectos financeiros desenvolvidos pela Sea Affairs of the Azores Regional Government.

Correio electrónico:  Nuno.F.Azevedo@azores.gov.pt    Webpage: http://www.azores.gov.pt/Portal/pt/entidades/srmct-dram/

DRM:

Mafalda de Freitas Araújo é bióloga marinha, especialista em taxonomia de tubarões, raias manta e raios. Desde 2020, assumiu a Direcção Regional para o Mar (DRM) do Governo da Madeira. Participou em várias expedições de mergulho científico, missões de pesca científica e ROV, projectos de investigação e congressos internacionais, na sua maioria relacionados com peixe cartilaginoso e na área da alfabetização oceânica.

Correio electrónico: mafalda.freitas.araujo@madeira.gov.pt

Natacha Nogueira tem um Mestrado em Aquacultura pela Universidade de Las Palmas e tem trabalhado em assuntos relacionados com a aquacultura nos últimos 15 anos. Como membro da equipa ARDITI, participou na implementação do Planeamento do Espaço Marinho na Madeira e no plano regional de aquacultura. Nos últimos 5 anos, participou em vários projectos de investigação dedicados à Directiva MSP e à implementação da MSFD na Madeira. Juntamente com o trabalho de investigação sobre aquicultura marinha, tem vindo a promover a sensibilização e o intercâmbio de conhecimentos para a alfabetização dos oceanos em várias escolas e público em geral. 

Correio electrónico: natacha.nogueira@madeira.gov.pt

José Augusto Carvalho  é biólogo, é doutorado em Biogeografia e Evolução. Durante os últimos anos, a maior parte do seu trabalho tem sido sobre a implementação e coordenação da MSFD no âmbito da subdivisão da Madeira.
 

Correio electrónico: jose.carvalho@madeira.gov.pt

Filipe Freitas Henriques  é biólogo marinho com um mestrado da Universidade do Algarve. Trabalhou principalmente em projectos de Conservação Marinha e Biodiversidade tendo participado em várias expedições científicas e desenvolvendo competências tais como taxonomia integrada, ecologia marinha e mergulho científico. Actualmente, os seus interesses estão nos estudos de política oceânica, com especial enfoque no MSFD e na alfabetização oceânica.

Email: filipe.f.henriques@madeira.gov.pt

ARDITI:

Equipa científica – Museu da Baleia da Madeira (MBM):

Luis Freitas é licenciado em Biologia (variante Zoologia) pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e especializado em Ciências Marinhas e das Pescas com um mestrado, pela Universidade de Aberdeen, Escócia. Nos últimos 25 anos, promoveu no Museu da Baleia da Madeira, como principal cientista e gestor, cinco projectos de investigação científica nos campos da biologia, ecologia e conservação de cetáceos no arquipélago da Madeira e na Macaronésia, e participou como perito em ecologia e conservação de cetáceos nos projectos MISTIC SEAS 1 y2.

Correio electrónico:luisfreitas@museudabaleia.org

Luis Outeiro estudou e utilizou nos últimos 20 anos a modelação integradora de processos sócio-ecológicos, ultimamente com ênfase no ecossistema da teia alimentar para modelar o impacto da pesca e da aquacultura. É doutorado em Geografia pela Universidade de Barcelona, e tem um pós-doutoramento no Chile e na Galiza, com estadias de investigação no Canadá, Austrália, EUA e Reino Unido.

Correio electrónico:louteiro@gmail.com

Philippe Verborgh trabalhou na ecologia e parâmetros demográficos dos cetáceos no sul de Espanha durante 15 anos e durante os últimos dois anos estive envolvido no projecto Mistic Seas 2 para conceber, realizar e analisar dados de levantamento de foto-identificação para estimar a abundância de golfinhos roazes e baleias-piloto de barbatanas curtas na Madeira.

Correio electrónico: philippeverborgh@museudabaleia.org

Ruth Esteban estuda mamíferos marinhos há 15 anos, tem um doutoramento em ecologia de baleias assassinas no sul de Espanha, e começou a trabalhar com o Museu da Baleia da Madeira desde 2017 para o projecto MISTIC SEAS 2

Correio electrónico: ruthesteban@museudabaleia.org

Equipa científica – Universidade da Madeira (UMA):

Manfred Kaufmann Manfred Kaufmann tem um doutoramento em Oceanografia Biológica e um mestrado em Biologia (especializações: Zoologia Marinha, Biologia das Pescas e Química Marinha), ambos do Instituto de Investigação Marinha, Kiel, Alemanha (agora: Centro Helmholtz para a Investigação Oceânica). As suas principais áreas de investigação são as comunidades fitoplanctónicas e a dinâmica em torno dos montes submarinos e ilhas (taxonomia e ecologia), os dinoflagelados bentónicos potencialmente nocivos (HAB) e a ecologia marinha. É professor assistente na Universidade da Madeira, tendo vasta experiência em formação de graduação e pós-graduação (mestrado, doutoramento). Entre 2003 e 2009, foi parceiro no projecto de investigação e formação GAME (Global Approach by Modular Experiments). É investigador associado no CIIMAR, Universidade do Porto, um dos maiores centros de investigação marinha em Portugal, e membro do Observatório do Oceano da Madeira, que promove a investigação marinha e ambiental a um nível mais local e regional. Integrou mais de 10 expedições oceanográficas multidisciplinares internacionais a bordo de navios de investigação, num total de mais de 260 dias no mar, para investigar a dinâmica das comunidades fitoplanctónicas em torno de montes submarinos e ilhas. Também participou no programa transnacional da UE PCT-MAC2007-2013, no projecto GESMAR (Gestão Sustentável dos Recursos Marinhos 2010-2012) que investigou os aspectos ecológicos, geológicos e físicos de uma área colonizada com ervas marinhas na Madeira. Actualmente participa em 3 projectos INTERREG, 2 da área Macaronésia, POC MAC 2014-2020, (REBECA e MIMAR) e 1 do Espaço Atlântico (iFADO). Contribui como perito para o projecto MISTIC SEAS 3. É também um mergulhador experiente com mais de 760 horas de mergulho, tanto em água salgada como em águas interiores.

Correio electrónico: mj.kaufmann@staff.uma.pt  

Inmaculada Herrera Rivero é doutorado em Ciências Marinhas (PhD em Oceanografia Biológica) pela Universidade de Las Palmas de Gran Canaria (ULPGC) desde 2014. Tem dois mestrados em Oceanografia e outro em Gestão de Recursos Pesqueiros pela ULPGC. Ela tem uma longa experiência em oceanografia biológica, associando variáveis físicas, químicas e biológicas. De Maio de 2014 a Dezembro de 2017 trabalhou em diferentes centros oceanográficos do Instituto Espanhol de Oceanografia (IEO), Málaga, Cádis e Ilhas Canárias (Ilha de Tenerife). Durante 2018-2019 trabalhou como investigador Postdoc na IU-ECOAQUA, ULPGC no projecto MarSP (Macaronesian Maritime Spatial Planning).

Correio electrónico: inma.herrera@staff.uma.pt

Equipa científica – Direção de Serviços de Monitorização, Estudos e Investigação do Mar (DSEIMar):

João Delgado é o actual director do Serviço de Monitorização, Estudos e Investigação do Mar. É biólogo, com mestrado em Ciências da Terra e da Vida, tem como principais interesses estudos biológicos em Biologia das Pescas, especialmente em recursos de águas profundas.

Correio electrónico: joao.delgado@madeira.gov.pt

DGRM:

Ana Paula Simão é Engenheira Química e chefe da Divisão de Monitorização Ambiental da DGRM, responsável pela coordenação nacional da elaboração do Plano de Ordenamento Marítimo Português, do regime de licenciamento de utilização privativa do espaço marítimo nacional e pela coordenação das Estratégias Marítimas Portuguesas no âmbito da Diretiva-Quadro de Estratégia Marinha (DQEM). Ana Paula é também a representante nacional no Grupo de Coordenação Estratégica para DQEM da Comissão Europeia e Co-convenor do Grupo de Correspondência Intersessional para a Implementação DQEM no âmbito da Convenção OSPAR. Coordena a participação do DGRM nos projetos financiados pela UE: Mistic Seas 1, 2, 3 e RAGES.

Correio electrónico:asimao@dgrm.mm.gov.pt

Vera Lopesé licenciada em Engenharia do Ambiente e tem um mestrado em Administração Pública. As principais áreas de trabalho incluem licenciamento e responsabilidade ambiental, avaliação de riscos e gestão ambiental. Trabalha há 6 anos na implementação da Diretiva-Quadro Estratégia Marinha em Portugal, com foco na elaboração e implementação dos Programas de Monitorização. É a representante portuguesa nos Grupos de Trabalho da UE sobre Bom Estado Ambiental e Intercâmbio de Dados, Informações e Conhecimento. Participou nos projetos Mistic Seas I e II.

Correio electrónico: vlopes@dgrm.mm.gov.pt

Joana Otero Matias é licenciada em Biologia. Com experiência em biologia e ciências ambientais, Joana tem trabalhado nas áreas da recuperação ecológica e política ambiental. Trabalha na implementação da Diretiva-Quadro de Estratégia Marinha na DGRM desde 2019 e representa Portugal em vários grupos de trabalho técnicos da Convenção OSPAR e da Comissão Europeia. Anteriormente, trabalhou para a DGRM no âmbito do projeto Mistic Seas II, nomeadamente no desenvolvimento de uma metodologia de análise de risco para apoiar a implementação da DQEM.

Correio electrónico:jmatias@dgrm.mm.gov.pt

Fundación Biodiversidad

Víctor Gutiérrez López é licenciado em Ciências Ambientais pela Universidade Autónoma de Madrid e em Ecologia (especialista na Universidade Friedrich Schiller Jena). É especialista na direcção e gestão de projectos ambientais, basicamente relacionados com a conservação e gestão terrestre e marinha. Desde 2003 que trabalha na Fundación Biodiversidad, um organismo público pertencente ao Ministério da Transição Ecológica e do Desafio Demográfico de Espanha, como coordenador de projectos, especialmente de projectos a nível internacional (programas LIFE e ENPI): INDEMARES, Cantabrian Capercaillie, Desmania, PAF sobre Natura 2000, ECOSAFIMED, SHARA, INTEMARES e ELCN. Também ensina em algumas escolas ambientais.

É altamente qualificado na gestão de pessoal para o desenvolvimento de projectos ambientais em diferentes tópicos, tais como a conservação da biodiversidade, as alterações climáticas e as ameaças ambientais. É também especializado na avaliação, gestão, monitorização técnica e financeira de projectos e na elaboração de relatórios.

Correio electrónico:vgutierrez@fundacion-biodiversidad.es

Reyes del Río está encarregada da supervisão técnica e económica do projecto MISTIC SEAS. Realiza a avaliação da complementaridade dos projectos que beneficiam do FME, FSE e outras convenções implementadas pela Fundação Biodiversidade no âmbito do projecto LIFE INTEMARES, bem como a sua contribuição para o Quadro de Acção Prioritária para a Natura 2000. Participa no projecto "Educação ambiental para a sustentabilidade". Tem trabalhado na Fundación Biodiversidad desde 2005, onde tem desenvolvido o seu trabalho em diferentes departamentos: Formação, Comunicação e Sensibilização, Património Natural e Projectos e Convocatórias. É licenciada em Ciências do Trabalho pela Universidade Complutense de Madrid e em Empresas e Actividades Turísticas pela Universidade Nacional de Educação à Distância.

Correio electrónico:rdelrio@fundacion-biodiversidad.es

Sonia Ortega é licenciada em Jornalismo pela Universidade Complutense de Madrid, especializada em comunicação empresarial e relações públicas. Desde 2005 que trabalha na área da Comunicação e Sensibilização da Fundación Biodiversidad. Como chefe da área de Comunicação, Relações Institucionais e Meios de Comunicação Social, ela lidera várias iniciativas de comunicação e imagem institucional.

Trabalhou em vários gabinetes de imprensa ambiental e nos meios de comunicação social sobre este mesmo assunto.

Correio electrónico:sortega@fundacion-biodiversidad.es

Esther Zabala é diplomada em Actividades Empresariais e Turísticas pela Universidade Nacional de Educação à Distância, com uma vasta experiência na gestão de projectos.  Ela efectua o acompanhamento económico de vários projectos europeus.

Correio electrónico: ezabala@fundacion-biodiversidad.es

IEO:

Izaskun Preciado PhD em Ciências Biológicas Marinhas é um especialista em ecologia trófica de peixes. Desde 2010, é a cientista responsável pela avaliação do Descritor 4 como parte da implementação da MSFD em Espanha. É também co-presidente do Grupo de Peritos em Web Alimentar (ICG-COBAM, OSPAR) desde 2019. A sua experiência em análises espaço-temporais dos hábitos alimentares dos peixes utilizando modelos de ecossistema levou-a a especializar-se em indicadores de teia alimentar e no impacto da pressão antropogénica na estrutura e funcionamento das teias alimentares marinhas. Tem sido a cientista chefe de vários estudos científicos no sul do Golfo da Biscaia (IBTS bottom trawl demersal surveys).

Correio electrónico: izaskun.preciado@ieo.es

Julio Valeiras é cientista sénior do Instituto Espanhol de Oceanografia com 20 anos de experiência em investigação pesqueira. A partir de 1998 juntou-se a projectos nacionais e internacionais sobre recursos marinhos dos oceanos Atlântico, Índico e Pacífico e do Mar Mediterrâneo. Principal trabalho em projectos de investigação no IEO sobre biologia pesqueira e ecologia das pescas europeias, principalmente sobre devoluções pesqueiras, capturas acessórias e impacto da pesca nas unidades populacionais e ecossistemas. Tem trabalhado a bordo como observador científico em navios comerciais em ensaios para estudar as devoluções, selectividade e marcação de viagens e pesca experimental. Participou em 28 estudos de investigação a bordo de navios oceanográficos.

Correio electrónico:Julio.valeiras@ieo.es

DGCM-SGPM:

Francisco Javier Martínez Bedia é licenciado em Ciências Ambientais e trabalha para a Subdirecção Geral para a Protecção do Mar (Subdirección General para la Protección del Mar, SGPM) em Espanha. Trabalha na implementação e conformidade do MFSD em Espanha, centrando-se especialmente nos descritores de biodiversidade. 

Correio electrónico: fjmbedia@miteco.es

Paula Isabel Valcarce Arenas  é licenciada em Biologia e mestre em Pescas e Aquacultura. Trabalha para a Sub-Direcção Geral para a Protecção do Mar (Subdirección General para la Protección del Mar, SGPM) em Espanha. Departamento responsável pela implementação e conformidade do MFSD em Espanha. Paula é responsável principalmente pela coordenação da biodiversidade e dos descritores da pesca.

Correio electrónico:pivalcarce@miteco.es

CONSEJO SUPERIOR DE INVESTIGACIONES CIENTÍFICAS (CSIC)

Graham Pierce é Responsável do Departamento de Ecologia e Recursos Marinhos do IIM e tem 35 anos de experiência de investigação no campo da ecologia marinha, com interesses particulares em cetáceos, cefalópodes, pescas e conservação marinha. Participa nos trabalhos do CIEM (por exemplo através da WGCEPH e WGMME), ASCOBANS e IWC. Além de MISTICSEAS III, participa também no projecto Cephs & Chefs INTERREG e tem dois projectos nacionais (TRANSITION sobre transferências tróficas de perigos e NuTEC sobre eDNA). Publicou cerca de 270 artigos em revistas da SCI e supervisionou cerca de 50 estudantes de doutoramento.

Correio electrónico:g.j.pierce@iim.csic.es

Gema Hernandez-Milian é bióloga marinha, com doutoramento em ecologia trófica sobre predadores marinhos de topo e é também taxonomista de espinhas de peixe. Trabalha há mais de 15 anos em tróficos e interacções tróficas em águas atlânticas e mediterrânicas. Desde 2013 tem desenvolvido outra linha de investigação sobre a transferência trófica da poluição plástica em predadores marinhos de topo. Tem participado em vários projectos científicos, seminários e conferências internacionais.

Correio electrónico:ghernandez@iim.csic.es

MS3 CONSELHO CONSULTIVO

Objectivo CC: é um conselho consultivo de peritos líderes que dará seguimento ao projecto, aconselhará o consórcio numa série de questões, assegurando a qualidade científica da acção ao longo de todo o projecto.

Composição da CC:

Simone Libralato PhD, investigador do Istituto Nazionale di Oceanografia e di Geofisica Sperimentale - OGS, em Trieste (Itália) desde 2008, tem um conhecimento de modelação ecológica e análises quantitativas com especial ênfase em modelos de teia alimentar, modelos de ecossistemas e indicadores aplicados para o estudo dos efeitos dos ecossistemas de diferentes factores de stress (pesca, aquacultura, poluição, alterações climáticas e entrada de nutrientes) nos ecossistemas marinhos.

Correio electrónico: slibralato@inogs.it       Webpage: https://www.inogs.it/it/users/simone-libralato

Chiara Piroddi  é funcionária científica da Unidade de Recursos Hídricos e Marinhos do Centro Comum de Investigação, Comissão Europeia. Ela é uma modeladora de ecossistemas trabalhando na avaliação do estado dos ecossistemas marinhos europeus e na previsão da dinâmica futura sob diferentes cenários políticos. A sua experiência anterior tratou da modelização 1) dos ecossistemas marinhos (por exemplo, Mar Báltico, Estreito da Geórgia, Baía de Chesapeake e Peru, Mar Mediterrâneo) sob o impacto da pressão da pesca e 2) dos serviços dos ecossistemas costeiros e marinhos (ou seja, através da utilização de indicadores derivados de modelos). Participou em vários projectos marinhos internacionais e da UE, centrados na biodiversidade marinha, indicadores ecológicos, conservação e gestão marinha.

Correio electrónico: Chiara.PIRODDI@ec.europa.eu

José Juan Castro Hernández é doutorado em Ciências Marinhas especializado em avaliação e gestão da pesca em pequena escala e recreativa. Docente na Universidade de Las Palmas de Gran Canaria (ULPGC) desde 1992. Colaborou em vários projectos de investigação a nível europeu, nacional e regional dirigidos à avaliação da pesca artesanal no Atlântico Centro-Este e na África Ocidental, bem como sobre modelos de teias alimentares e abordagem ecossistémica da gestão das pescas.

Correio electrónico: jose.castro@ulpgc.es

Lorena Couce Montero é doutorada em Ciências Marinhas (Gestão Costeira) pela Universidade de Las Palmas de Gran Canaria (Espanha) e especializou-se em modelos de teia alimentar e abordagem ecossistémica à gestão das pescas.  Desde 2017, tem vindo a trabalhar no projecto PLASMAR, desenvolvendo métodos de monitorização para avaliar os Descritores 3 e 4 da Directiva-Quadro Estratégia Marinha. Juntou-se recentemente ao projecto PLASMAR + onde irá avaliar o potencial, compatibilidade e sinergia das actividades marinhas com os AMP na Macaronésia, utilizando modelos de ecossistema.

Correio electrónico:l.couce.montero@gmail.com

Cátia Gouveia  é licenciada em Biologia, em Ambiente e Evolução pela Universidade dos Açores e mestre em Ciência e Sistemas de Informação Geográfica, pela Universidade Nova de Lisboa. Coordenadora da Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves na Madeira desde 2015, conta com mais de uma década de experiência em ecologia e projetos de conservação de aves marinhas e seus habitats.

Correio electrónico: catia.gouveia@spea.pt    Webpage: www.spea.pt / https://www.linkedin.com/in/catia-gouveia-b0817096/

Susana Garrido é Investigador Sénior na Divisão de Modelação e Gestão de Recursos Pesqueiros do IPMA. Concluiu o seu doutoramento em Ciências Marinhas na Universidade do Algarve em 2007. A sua investigação centra-se principalmente na ecologia e biologia de espécies de peixes pelágicos, desde larvas a adultos, particularmente pequenos peixes pelágicos. É co-autora de 2 capítulos completos de livros sobre a ecologia trófica das espécies de sardinha e biqueirão do mundo, >35 artigos de investigação em revistas internacionais de referência. É coordenadora nacional da avaliação das unidades populacionais de sardinha e coordenadora da avaliação das unidades populacionais de biqueirão, e membro de grupos do CIEM. Ela participou e coordenou >20 projectos nacionais e internacionais. Foi editora convidada do MEPS em dois volumes especiais e foi oradora convidada no International Small Pelagic Fish Symposium (ICES/PICES) de 2017, realizado em Victoria, Canadá. No seu trabalho, utiliza técnicas complementares como a análise intestinal, biomarcadores de ácidos gordos e isótopos estáveis para avaliar a ecologia da alimentação, e experiências laboratoriais para descrever taxas vitais e forragens em relação a factores ambientais. Está também envolvida na tentativa de desenvolver indicadores ambientais úteis para a gestão das pescas.

Correio electrónico: susana.garrido@ipma.pt    Webpage: http://www.mare-centre.pt/pt/user/629

Orden de aparición: 
1